Este mapa interativo mostra a ocorrência e a distribuição geográfica da violência contra a mulher em território indígena Guarani e Kaiowá. Se você sofreu alguma violência e deseja contribuir para o mapa, por favor, preencha o formulário à direita.

categorias de violência

Violência é uma palavra que não tem tradução na língua Guarani. O que estaria mais próximo de uma tradução desta palavra seria reko vai, que significa ‘viver ou se comportar de maneira ruim ou negativa’.

 

Neste mapa você encontrará quinze categorias como maneiras com as quais violência afeta nossos corpos de mulheres Kaiowá e Guarani. Nem todas as mulheres pensam igual e as categorias se sobrepõem e que não podem ser compreendidas de maneira independente.


Nossa luta teve que seguir a maneira karaí (não-indígena) de kuatia (documentação). Fomos forçadas a entender esse processo violento de genocídio e colonialismo dos nossos corpos em Português. É importante notar que escrever sobre o processo de genocídio e colonisação dos nossos corpos na língua karaí pe uma violência por si só.

A violência do Estado brasileiro

Crianças indígenas e a violência silenciosa

Violência obstétrica e institucional na saúde

O crime de intolerância religiosa

Perseguições & homicídios

Violência moral

A violência dentro dos territórios indígenas

Criminalização de movimentos e lideranças

A pandemia Covid19

Despejo territorial

Violencias psicológicas

Feminicídio

A fome, as doenças, agrotóxicos

Violência doméstica 

Violência contra os nossos corpos

Incêndio criminoso 

Violência espiritual

Violência na universidade

Racismo

Estupro