IX Kuñangue Aty Guasu – Grande Assembleia de Mulheres Kaiowa e Guarani: Corpos silenciados, vozes presentes.
2 a 6 de setembro de 2021

2 de setembro - “Nossa voz vai ecoar em Brasilia”

 

08h às 9:30h - Abertura 

Ritual de Abertura com as rezas das Nhandesys

 

9:30h às 12h - A caminhada das Mulheres Kaiowá e Guarani dos Tekoha a Brasília (DF)

 

Presenças confirmadas: APIB, ANMIGA, ONU Mulheres, Laboratório de Antropologia Multimídia de Londres/Inglaterra, IDAC, Movimentos Sociais de Mulheres, Povos do Quilombo, MST, MMC, Nenhuma a menos, Marcha Das Margaridas, Marchas Mundial das Mulheres e UMIAB - Amazônia.  

14h às 17:00h - A violência estrutural contra as Mulheres Kaiowa e Guarani


● crime de intolerância religiosa contra as Nhandesys
● Violencia obstetrica, violência sexual, psicológica e mental

 

19h às 22h - Guaxiré das Kuñangue Aty Guasu 

 

3 de setembro - “Parem o genocídio”

 

8h às 17h - Durante o dia todo

Direitos dos Povos Indígenas e a agenda anti-indígena contra a nossa existência:


● Marco temporal
● PL 490/07 - Altera o Estatuto do Índio e a Demarcação de Terras
● PL 2633/20 - a “PL da Grilagem”
● PL 3729/04 - Nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental
● PDL 177/ 2021- Denúncia da Convenção 169 da OIT
● PL 191/ 2020 - “Mineração em Terras Indígenas”

 

Presença confirmadas das parlamentares da Câmara dos Deputados.
 

Facilitação da oficina: Observatório de Protocolos Comunitários de Consulta e Consentimento Livre, Prévio e Informado (UFGD/ CEPEDIS) e Instituto Socioambiental (ISA).

 

19h às 22h - Ritual de batismo - Nhemongarai  

 

4 de setembro - “Junte-se a nxs, essa luta é de todxs”

 

08:00h às 12:00h  - O chamado das matriarcas Kaiowá e Guarani a outras frentes de movimentos sociais e companheirxs de luta.

 

Articulação de Mulheres Brasileiras AMB e CEFEMEA, Articulação de mulheres negras brasileiras AMNB, MMC, Marcha das Margaridas, CONAQ, Embaixada do Canadá, Embaixada da Espanha, Embaixada da Noruega, Embaixada de Portugal, FIMI, Front Line, IN Defensoras, Fundo de Ação Urgente, ONU Mulheres, Alto Comissariado de Direitos Humanos, A pública, Intercept, Instituto Marielle, Coalizão negra por direitos, Levante Feminista pelo fim do feminicídio, MORHAN, Povo do Quilombo, MST, ANMIGA, APIB, Laboratório de Antropologia Multimídia de Londres/Inglaterra, IDAC, Nenhuma a menos, Marchas Mundial das Mulheres e UMIAB Amazônia

14h às 18h - Mudanças climáticas - florestas destruídas - terras envenenadas - a extinção do “humano” - Salvem os biomas, protejam os povos indígenas, protejam a fauna e a flora e o futuro do planeta!

 

Presenças das Nhandesys Kaiowa e Guarani, Greenpeace e Cúpula dos Líderes sobre o Clima.

19h às 22h - Noite cultural - Lançamento do documentário “Kuna Porã”

5 de setembro - Dia Internacional das Mulheres Indígenas

 

08h às 12h - I Audiência Pública Internacional

Corpos silenciados, vozes presentes - A Violência contra as Mulheres Kaiowa e Guarani

Lançamento do Mapa virtual - Corpos Silenciados e vozes presentes: A violência no olhar das Mulheres Kaiowa e Guarani.

 

Presença confirmadas: APIB, ANMIGA, ONU MULHERES, NUPIR, MPF, Laboratório de Antropologia de Londres/Inglaterra, IDAC, Movimentos Sociais de mulheres, Povos do Quilombo, MST, MMC, Nenhuma a menos, Marcha Das Margaridas, Marchas Mundial das Mulheres, CIMI e CLACSO.

 

14h às 17h - I Oficina Corpos silenciados e vozes presentes - Como a Kuñangue Aty Guasu está enfrentando a violência em Mato Grosso Do Sul.

19h às 22h: Noite cultural

6 de setembro - “Parem de nos matar - Raíssa vive em nós!”

 

08h às 12h​II Oficina Corpos silenciados, Vozes presentes - Como a Kuñangue Aty Guasu está enfrentando a violência às mulheres no Mato Grosso Do Sul.


15h às 17h - Encaminhamentos, leitura do relatório final da IX Kuñangue Aty Guasu - Grande Assembleia Das Mulheres Kaiowa e Guarani.

 

19h às 22h: Guaxiré de encerramento.