Violência espiritual

A violência espiritual catalogada pelo Kuñangue Aty Guasy traz os relatos sobre a opressão religiosa, a tentativa de converter as crenças e tradições dos povos indígenas para o cristianismo e o comportamento religioso do colonizador. Acusação por bruxaria e feitiçarias e perseguições pelas práticas religiosas, e também o apagamento dos conhecimentos tradicionais.